24/11/2013

[#Resenha 18] Conheça o Lado Bom da Vida

Titulo: O Lado Bom da Vida
Autor: Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Avaliação Pessoal: 

Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança.

 Já fazia um tempo que eu queria assistir ao filme, porém, como trabalho e estudo, estava meio complicado. E então, o universo põem no meu caminho esse lindo livro. Quando vi na prateleira não pude resistir: contei todo o dinheiro que tinha no bolso e fui para o caixa com um sorriso tão grande que o atendente deve ter achado que sou besta. Ao chegar em casa, foi as mil maravilhas. Comecei a ler com uma enorme empolgação e continue nesse pique até o final do livro.
Muito divertido, bonito, tocante e misterioso ao mesmo tempo, O Lado Bom da Vida nos mostra a historia de Pat, um homem crescido, mas as vezes frágil como uma criança e forte como um touro, que finalmente se vê livre do lugar ruim, do hospício em que foi internado logo quando se iniciou o tempo separados entre ele e sua amada esposa Nikki. No inicio é muito complicado entender o motivo pelo qual Pat esta no lugar ruim, e para Pat também é muito difícil pois há um "furo" entre suas lembranças. Pat não se lembra de como foi parar no lugar ruim ou o motivo pelo qual se iniciou o tempo separados, tudo o que Pat sabe é que quer ter uma vida normal e que seu maior objetivo é se tornar mentalmente estável para que possa dar fim ao tempo separados e então mostrar a Nikki como ele se tornou um homem diferente, um homem melhor e que agora sim pode fazer Nikki feliz. Porém, há uma proibição judicial para que Pat não chegue perto de Nikki e é como um tabu que sua família trata o caso.
Em busca de se tornar um homem melhor, Pat passa por muitas provas de força sentimental, desde lidar com seu pai que parece odiá-lo, com o fato de que ele ficou um pouco mais de 4 anos no lugar ruim mas acredita ser apenas 1 ano, do intenso nervosismo que sente ao escutar a sensual melodia de Key G... Ainda sim, Pat segue em frente pois acredita que há um lado bom na vida e que ele conseguira alcança-lo.  
Inspirador, engraçado, comovente, romântico e eletrizante, assim é O Lado Bom da Vida. 

Trailer Oficial de O lado bom da vida
Meu que percebi que o filme tem a mesma base do livro, porém, como um desenrolar diferente. Por exemplo, no filme, Pat é muito mais explosivo o que é menos recorrente no livro. No filme Pat é meio indiscreto, como quando pergunta como o marido de Tifany morreu, o que é muito evitado pelo próprio personagem no livro. No filme, o pai de Pat é mais presente e demonstra estar feliz com a volta do filho, mas no livro, o pai de Pat é muito distante e explosivo, e gosta pouco da ideia de Pat voltar para casa porque ainda não acredita realmente que o mesmo esta com seu desequilíbrio mental sobre controle.
Fora que o filme não tem uma obsessão por passagens e citações de jogos de futebol americano, o que é bem diferente no livro, onde até a personalidade e os sentimentos alteram conforme a vitória ou derrota dos times. Por exemplo, o pai de Pat só fica de bom humor quando seu time preferido ganha, do contrario, chega até mesmo a não falar com sua própria esposa e passa a detestar Pat ainda mais.
Ainda assim, acho que é bem interessante ler o livro e ver o filme também. Ambos estão ótimos, mesmo tendo algumas divergências.

2 comentários:

  1. Adorei a resenha! Sou apaixonada por esse livro, e também adoro o filme, mas acho que ele foi mais voltado pra comédia. Percebi que existem mais cenas engraçadas no filme do que no livro. O filme é mais voltado pro entretenimento mesmo, já o livro tem toda uma lição.
    Beijos,

    http://gotas-de-fogo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?
    busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir

Criticas e sugestões são sempre bem-vindas ;)
Se gostou de algo, comente, e compartilhe. ;))

 
Tecnologia Blogger e templante desenvolvido por Juliana Sousa. Proibida cópia ou reprodução. Confira os créditos.