28/12/2012

Filme e Livro: O Menino do Pijama Listrado

Um dos livros mais marcantes.

 

Sobre o livro
Autor: John Boyne 
Data de lançamento: 2007
Minha avaliação pessoal: ♥♥♥
O que mais me chamou a atenção na criação do livro: ''O escritor ter declarado que escreveu o primeiro rascunho desse livro em dois dias e meio, dormindo escassamente, até chegar à conclusão.''
Filme
Diretor: Mark Herman
Data de lançamento: 2008
Minha avaliação pessoal: ♥♥
---- Sinopse  
Alemanha, Segunda Guerra Mundial.
Bruno, é um garoto de 9 anos (no filme: 8 anos) que, em um dia qualquer, ao chegar em casa, se depara com a noticia que ele e sua família terão que se mudar da espaçosa casa que vivem, para poderem acompanhar o pai, um oficial nazista, durante seu período de trabalho em um lugar distante.
Para Bruno a mudança parece absurda e infeliz, pois ele tem que abandonar Berlim, sua casa e seus melhores amigos da vida toda; para morar em uma casa bem menor, em um lugar desolado, onde ele não pode nem mesmo ir a escola, e não tem outras pessoas de sua idade para lhe fazer companhia... Ao menos, do seu lado da cerca. [[Continue lendo e veja o final da sinopse, a resenha sobre o livro e o filme, e o trailer do filme.] 




O que lhe parece injusto, pois do outro lado cerca, que ele observa da janela de seu quarto, a milhares de pessoas, muitas da sua idade, que usam estranhos pijamas listrados durante o dia.
Movido pela sua curiosidade e fascinação por explorar novos lugares, Bruno decide ir até a cerca. 
Chegando lá,  Bruno conhece o Shmuel, um dos meninos de pijamas listrados do outro lado da cerca. O nome lhe soava estranho, e a ideia de Shmuel não gostar de estar do outra lado da cerca lhe soava mais estranho ainda, pois lá havia com quem brinca, enquanto Bruno só tinha sua irmã Gretel, um caso perdido.
  Mas mesmo parecendo tão diferentes, Bruno e Shmuel, constroem um amizade secreta.  Uma amizade que foi além da guerra que lhes era desconhecida, mas que corroía o mundo. Além dos limites da cerca.
 
Juhh:
Esse livro, em minha opinião, faz jus às vendas que fez.
É marcante, é triste.
Quando terminei de ler esse livro, me senti carente, me senti angustiada, me senti completa. Foi sem dúvida uma das melhores obras que já li.
No filme, os sentimentos da mãe são mais visíveis. E existem momentos que Bruno não presenciou no livro e nem imaginou, mas que o leitor pode sacar como pode ter sido. Fora que o tempo passa em forma muito acelerada.
No livro, se detalha melhor os sentimentos de Bruno. E como era sua vida antes. Sua visão do mundo, da família, do seu amigo secreto. Da pra se entender melhor as atitudes e o valor da amizade entre Bruno e Schmul (coisa que fica difícil no filme).
O final de ambos também é surpreendente. No filme, tudo fica vazio e não se sabe o que cada um sente diante daquilo que se vê. No livro, os sentimentos dos outros personagens se tornam palpáveis. Se tornando, pela primeira vez, visíveis ao leitor sem ser na forma da visão de Bruno.
A também no livro, mais detalhes sobre a vida de Schmul e seus sentimentos. E como Bruno encara esses sentimentos e, se comparando ambos, podemos entender melhor de como Bruno encara essa amizade e como Schmul encara essa mesma amizade. Ambos os meninos, interpretam os sentimentos do outro de formas diferentes.
Fora as muitas cenas do livro, e as poucas do filme, o tempo do decorrer de cada acontecimento é diferente. No filme, tudo é acelerado, tudo parece ocorrer em questão de dois meses e tal. No livro, a um grande espaço, tudo ocorre dentro de um ano e poucos meses e depois mais alguns anos acelerados, como um estirão para as últimas páginas, onde é relatada a vida dos outros personagens perante ao final da historia.
Diferente do que eu pensava antes, nem o livro e nem o filme retratam a segunda guerra mundial na visão de uma criança. Na realidade, muito mais sobressalente no livro, Bruno não tem nem mesmo noção de que existe uma guerra. Ele não tem nem mesmo conhecimento sobre o que são judeus. Ele não vê uma diferença.
Acho que foi um ótimo trabalho, que vale muito a pena se ler. A riqueza de sentimentos que nos provoca é imensurável.  

Se você já leu o livro, ou pretende ler, e quer compartilhar sua experiência e opinião em respeito dessa obra, a área dos comentários esta a disposição.
Beijos, e até a próxima resenha. Alias, se quiserem me sugerir livros, ou resenhas que fizeram, irei adorar.
; )

Trailer do filme
 

Um comentário:

  1. Eu não tive a oportunidade de ler o livro, porém o filme realmente é muito tocante. A amizade que cresce também entre o judeo e o garotinho... O fim é muito triste...

    Beijos, Kawanny Arruda.

    ResponderExcluir

Criticas e sugestões são sempre bem-vindas ;)
Se gostou de algo, comente, e compartilhe. ;))

 
Tecnologia Blogger e templante desenvolvido por Juliana Sousa. Proibida cópia ou reprodução. Confira os créditos.